segunda-feira, 29 de abril de 2013

Os 50 Melhores Restaurante do Mundo - 2013



O espanhol El Celler de Can Roca conquistou a primeira posição na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo. Batizado de "The World's 50 Best Restaurants", o prêmio anual da revista britânica Restaurant, em parceria com a Acqua Panna/San Pellegrino, é o cobiçado "Oscar" da gastronomia mundial.



Desde o começo do ano, havia rumores de que o restaurante paulistano D.O.M., de Alex Atala, subiria no ranking, mas não foi desta vez: a casa baixou duas posições, ocupando agora o 6° lugar, o que não é derrota alguma. 

A novidade foi a entrada do restaurante Maní, em São Paulo, da chef Helena Rizzo, entre os 50 melhores, na 46° posição. A premiação foi divulgada para a imprensa internacional nesta segunda-feira (29), poucas horas antes do anúncio oficial, em Londres, Inglaterra.

Confira abaixo a lista completa dos 50 melhores restaurantes do mundo:

1 El Celler de Can Roca, Girona, Espanha

2 Noma, Copenhagen, Dinamarca

3 Osteria Francescana, Modena, Itália

4 Mugaritz, San Sebastián, Espanha

5 Eleven Madison Park, Nova York, Estados Unidos

6 D.O.M., São Paulo, Brasil 

7 Dinner by Heston Blumenthal, Londres, Inglaterra

8 Arzak, San Sebastián, Espanha

9 Steirereck, Vienna, Áustria

10 Vendôme Bergisch, Gladbach, Alemanha

11 Per Se, Nova York, Estados Unidos

12 Frantzén/Lindeberg, Estocolmo, Suécia

13 The Ledbury, Londres, Inglaterra

14 Astrid y Gastón, Lima, Peru

15 Alinea, Chicago, Estados Unidos

16 L’Arpège, Paris, França

17 Pujol, Cidade do México, México

18 Le Chateaubriand, Paris, França

19 Le Bernardin, Nova York, Estados Unidos

20 Narisawa, Tóquio, Japão

21 Attica, Melbourne, Austrália

22 Nihonryori RyuGin, Tóquio, Japão

23 L’Astrance, Paris, França

24 L’Atelier Saint-Germain de Joël Robuchon, Paris, França

25 Hof Van Cleve, Kruishoutem, Bélgica

26 Quique Dacosta, Dénia, Espanha

27 Le Calandre, Rubano, Itália

28 Mirazur, Menton, França

29 Daniel, Nova York, Estados Unidos

30 Aqua, Wolfsburg, Alemanha

31 Biko, Cidade do México, México 

32 Nahm, Bangcok, Tailândia

33 The Fat Duck, Bray, Inglaterra

34 Fäviken, Järpen, Suécia

35 Oud Sluis, Sluis, Holanda 

36 Amber, Hong Kong, China 

37 Vila Joya, Albufeira, Portugal

38 Restaurant Andre, Singapura

39 8 1/2 Otto E Mezzo Bombana, Hong Kong, China

40 Combal.Zero, Rivoli, Itália

41 Piazza Duomo, Alba, Itália

42 Schloss Schauenstein, Fürstenau, Suíça

43 Mr & Mrs Bund, Xangai, China

44 Asador Etxebarri, Atxondo, Espanha

45 Geranium, Copenhagen, Dinamarca

46 Maní, São Paulo, Brasil

47 The French Laundry, Yountville, Estados Unidos

48 Quay, Sydney, Austrália

49 Septime, Paris, França

50 Central, Lima, Peru

El Celler de Can Roca é o Melhor Restaurante do Mundo 2013



O espanhol El Celler de Can Roca conquistou o primeiro lugar na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo da revista britânica "Restaurant", considerado o Oscar da gastronomia.

Na última edição, divulgada no ano passado, o restaurante dos irmãos Joan, Josep e Jordi Roca ocupou a segunda colocação.

O dinamarquês Noma, que se manteve em primeiro lugar por três anos, é agora o segundo colocado na lista.

O brasileiro D.O.M., de Alex Atala, caiu da quarta posição de 2012 para a sexta.

A lista será oficialmente divulgada em cerimônia em Londres, às 21hs do horário local (17h30 de Brasília).

El Celler de Can Roca fica em Girona, na região da Catalunha, na Espanha.

As principais características da cozinha são a preferência pelos ingredientes típicos catalães, a combinação de técnicas inteligentes e simples e um certo humor na apresentação dos pratos.

El Celler de Can Roca foi fundado em 1986 pelos irmãos Joan e Josep. Joan, o mais velho, ficava na cozinha e Josep, o irmão do meio e sommelier, no salão. Em 1996, o caçula Jordi se uniu ao projeto, também na cozinha, mas cuidando especificamente das sobremesas.

El Celler foi aberto ao lado do estabelecimento dos pais Josep Roca e Montse Fonta, o bar e restaurante Can Roca. Ficava em um pequeno imóvel e, em 2007, migrou para uma antiga casa de campo construída em 1911.

Com uma cozinha espanhola moderna, em 1995, o restaurante recebeu a primeira estrela Michelin. Em 2002, veio a segunda e, em 2009, a terceira.

Em 2009, a revista inglesa Restaurant colocou El Celler de Can Roca em quinto lugar entre os 50 melhores do mundo. Em 2010, ele subiu para a quarta posição e em 2011 e 2012, ficou em segundo lugar.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

1° Vinada Cultural de Curitiba



Neste sábado, acontece a primeira Vinada Cultural, sim Vinada Cultural. O evento vai reunir dez dos mais famosos hot dogs da capital paranaense em um evento no estilo feira e com preço único de R$ 6 (sendo R$ 1 destinado à Associação Amigos do Hospital das Clínicas). A festa vai das 12 às 18 horas.

*Para quem é de fora, vina é o jeito que os curitibanos chamam a salsicha!

Os dogueiros estarão dividos em barracas. Cada um servirá um tipo de cachorro quente. As vendas serão feitas pelo sistema de fichas.

Entre as opções, há hot dogs com recheios tradicionais e outros menos comuns, como carne-seca e molhos especiais. 

No fim do dia, o público elegerá o melhor cachorro-quente da Vinada. Para ajudar nesta eleição, cada barraca terá um chef renomado para apadrinhá-la, fazer campanha e colocar a mão na massa, se necessário.


Serviço

Vinada Cultural. Dia 27 de abril, das 12 às 18 horas, no Passeio Público. Os cachorros-quentes serão vendidos a R$ 6. Serão aceitos cartões. Caso chova, o evento será transferido para o fim de semana seguinte.

Organização

Os dez dogueiros do evento foram selecionados a partir de uma postagem aberta no perfil do Bom Gourmet no Facebook. Nela, os leitores indicaram seus cachorros-quentes preferidos.

A Vinada Cultural é uma ação idealizada pela chef Manu Buffara e realizada pela Gazeta do Povo em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Res­­taurantes (Abrasel-PR), Pre­­feitura de Curitiba e Instituto do Turismo. Faz parte do movimento Ocupe o Passeio Público, que começou nas redes sociais, ganhou o apoio da Gazeta do Povo e do poder público.

Sem contar a incrível corrida de pedalinhos que acontecerá no lago do parque. Diversão garantida pra todo mundo!

Conheça as barracas e lanches que serão servidos no evento:

Au-Au Lanches

• Chef padrinho: Ricardo Filizola (La Cocina Gastronomia e Eventos).

• Tem quase 40 anos de existência. Começou como um carrinho e transformou-se em uma rede, com várias lojas no Brasil e até no Paraguai. Tem 12 tipos de cachorro-quente, com preços entre R$ 5,90 a R$ 11,90. Na Vinada, servirá o New York (com duas vinas tipo americana grelhadas, maionese, catchup e mostarda).

• Serviço: em Curitiba tem lojas na Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 990, Centro; Avenida Munhoz da Rocha, 770, Cabral; Rua Dr. Faivre, 808, Centro; Rua Camões, 348, Alto da XV; Rua Visconde do Rio Branco, 1.687, Centro; Rodovia do Café, km zero BR 277, Santo Inácio; e em shoppings.

Dog do Japa

• Chef padrinho: Dyogo Prado (La Cocina Gastronomia e Eventos)

• Atua desde 1999. Serve quatro tipos de cachorro-quente: tradicional com frango, com queijo cheddar, com catupiry ou com queijo provolone – preços a partir de R$ 3,50. No evento, servirá a versão com queijo cheddar.

• Serviço: a barraca fica na Rua Comendor Araújo, esquina com Presidente Taunay (exatamente atrás do shopping Crystal).

Hot Dog Benassi

• Chef madrinha: Manu Buffara (Restaurante Manu).

• Atua há 12 anos, com duas opções no cardápio: cachorro-quente simples (maionese, uma vina, tomate, cebola, catchup e mostarda) e especial (todos os ingredientes do simples, duas vinas, mais milho, bacon e batata palha) – custam a partir de R$ 3. Na Vinada, servirá o especial.

• Serviço: barraca matriz na Av. Água Verde, 229, Água Verde. Também tem barracas no Hauer, Boa Vista, Portão, Cabral e Centro Cívico e em Araucária.

Dog do Nilson

• Chef padrinho: Marcelo Amaral (Lagundri).

• O carrinho atende desde 1990, no sistema de bufê – em que o próprio cliente monta o cachorro-quente com os acompanhamentos disponíveis. Os preços variam de R$ 7 a R$ 11. No evento, servirá o Dog do Nilson (vina, milho, ervilha, tomate, molho tártaro, maionese com beterraba, creme de alho e batata palha).

• Serviço: o carrinho fica na Av. Arthur Bernardes, 596, Santa Quitéria.

Green Dog

• Chef madrinha: Eva dos Santos (Bistrô do Victor).

• Desde 2006 a barraca de rua serve 11 tipos de cachorro-quente. Todos podem vir com salsicha normal ou de soja (vegetariana). Os sanduíches custam a partir de R$ 6,50. No evento, servirá o Nhatacas de Juca (pode ser montado com vina de soja ou normal – os acompanhamentos são maionese, purê, tomate, milho, farofa, batata palha, castanha de caju, gorgonzola e catupiry).

• Serviço: barraca na Rua Alberto Folloni, 225, Juvevê.

Jhose’s Dog

• Chef padrinho: Paulino da Costa (Pier do Victor).

• Começou em 1990, na Avenida Iguaçu. Alguns anos depois, mudou-se para a Praça Maria Polenta. Serve mais de dez tipos de lanches e é conhecido pelo tamanho dos sanduíches – alguns deles levam quatro pães. Os peços variam de R$ 3,50 a R$ 20. No evento, servirá o especial (com pão, vina e recheio de ovo ou frango).

• Serviço: Praça Maria Polenta, s/n, Água Verde (próximo ao cruzamento das avenidas República Argentina e Getúlio Vargas).

Senhor Garibaldi

• Chef padrinho: Délio Canabrava (Cantina do Délio, CanaBenta, Estofaria).

• Aberto em fevereiro deste ano, serve cinco tipos de cachorro-quente. Todos tem vina artesanal de 120 g e pão francês. Os preços variam de R$ 5,90 a R$ 10,90. Na Vinada, servirá o Americano (salsicha recheada com queijo, cebola empanada frita e molho barbecue).

• Serviço: atende no balcão na Rua Itupava, 1.377, Hugo Lange; e por delivery: (41) 3029-8006.

Josias Hot Dog

• Chef padrinho: Dudu Sperandio (Ernesto Ristorante).

• Começou a preparar cachorro-quente no ano de 2000. Com o tempo, a barraca se transformou em lanchonete. Tem 12 combinações no cardápio, com preços que variam de R$ 4,50 a R$ 9,90. Na vinada, servirá o Paraíba (com duas vinas, maionese, tomate, carne-seca desfiada, parmesão derretido na chapa, cheiro verde e orégano).

• Serviço: lanchonetes na Rua Julia Wanderley, 350, Mercês; Rua Cecílio Toniolo, 80, Portão; Rua Martin Afonso, 2.385, Bigorrilho. Telefones (41) 3235-2235 e 3339-0572.

Hot Dog Yracema

• Chef padrinho: Alexandre Bressanelli (Gardeno).

• Começou há 30 anos, em Araucária, e hoje tem quatro lojas em Curitiba e região. Serve nove tipos de cachorro-quente – custam entre R$ 4,10 a R$ 6,10. Um dos mais pedidos é o prensado (pão, vina, maionese, tomate, cebola, catchup, mostarda e batata palha), que estará na Vinada.

• Serviço: atende em 4 endereços – Rua Ten. Francisco Ferreira Do Souza, 3.739, Boqueirão; Rua São José dos Pinhais, 84, Sítio Cercado; Avenida Victor do Amaral, 508, Araucária; Rua Julieta Vidal Osório, 463, Araucária.

Dog do Zeu

• Chef padrinho: Ivan Lopes

• Há 19 anos é uma das barracas mais procuradas no Bacacheri. Serve dois lanches: o tradicional e o prensado – ao preço de R$ 7 e R$ 8, respectivamente. Para a Vinada, levará a segunda opção (que tem duas vinas, salada, catchup, maionese e batata-palha).

• Serviço: barraca na esquina da Rua Erasto Gaertner com Rua Holanda, no Bacacheri.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Garrafa que Filtra Coca Cola e a Deixa Transparente como Água




A ÖKO vende uma garrafa d’água que possui um filtro avançado desenvolvido pela NASA, com poros de apenas 2 mícrons. A empresa promete que ele consegue filtrar até Coca-Cola e deixá-la transparente. Parece mentira, então o RocketNews24 comprou uma garrafa e fez o teste.

O resultado: a Coca-Cola não vira água, mas o filtro funciona como prometido, como você pode ver no vídeo acima.

Segundo o RocketNews24, os primeiros jatos de líquido são completamente incolores, mas vão ganhando a cor marrom da Coca-Cola à medida que você continua a filtrá-la.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Hamburguer do McDonald's Guardado por 14 Anos Não Estraga



Um homem de Utah fez uma bela experiência, meio que sem querer, mas fez. David Whipple comprou um sanduíche na rede McDonald’s em 1999 e o guardou até agora, 14 anos depois. O lanche continuou com a mesma aparência do dia em que foi comprado. As informações são do Daily Mail.

No começo, a intenção era guardar apenas por um mês para mostrar aos amigos como o sanduíche se conservaria. Ele esqueceu o sanduíche dentro do saco original, na parte de trás do carro, por meses. Quando viu que não ocorreu qualquer mudança, decidiu estender o tempo do experimento.

"Eu estava mostrando como as enzimas trabalham e pensei que um hambúrguer seria uma boa ideia. Usei por um mês e depois esqueci”, contou. Depois de anos, o hambúrguer não tinha sinal de mofo ou odor estranho, segundo Whipple. A única mudança notada foi o desaparecimento do picles. Ele usa a experiência com os netos para desencorajá-los a comer em redes fast-food.

fonte TERRA

segunda-feira, 22 de abril de 2013

As 10 Cervejas Mais Caras e Exóticas do Mundo

Enquanto o Brasil tenta vencer o maldito atraso regulatório que o impede de fabricar cervejas exóticas, outros países já o fazem, e cobram bem caro por isso. Um levantamento feito pelo site LuxuryLaunches, especializado em mercado de luxo, destacou as cervejas mais caras do mundo.

Os preços variam de 44 a 800 dólares. Contudo, poucos exemplares podem ser encontrados no Brasil. Uma das poucas é Sink the Bismarck!, que custa 85 dólares no exterior e, pasmen, é vendida por apenas 600 reais em território nacional.

Confira a lista das mais exóticas:


1. Antarctic Nail Ale - 800 dólares



Produzida pela australiana Nail Brewing em 2010, a Antarctic é uma cerveja exclusiva: só 30 exemplares foram engarrafados e vendidos em um leilão. O preço médio de cada garrafa foi de 800 dólares. A Antarctic Nail Ale foi vendida como uma cerveja puríssima - ao contrário da nossa Antarctica, a austaliana foi produzida com a própria água do continente gelado. Todo o dinheiro arrecadado com a venda das cervejas foi destinado a uma organização que trabalha pela preservação das baleias na Antártida.




2. End of History - 765 dólares



Nojenta para uns e ousada para outros, o fato é que essa cerveja belga é engarrafada e colocada dentro de animais mortos. Apenas 12 garrafas da End of History foram produzidas: sete feitas com furões, quatro com esquilos e uma com uma lebre. A End of History é uma das cervejas mais fortes já fabricadas, com 55% de graduação alcoólica. O nome da cerveja, que significa "o fim da História", é inspirado em uma frase do economista Francis Fukuyama, que relacionava o processo histórico à luta de classes e afirmou que a História havia acabado no fim da Guerra Fria e com a vitória do capitalismo. A BrewDog, cervejaria que criou a End of History, afirmou que, depois de criar uma cerveja tão forte, a empresa tinha determinado "o fim da cerveja". 

3. Jacobsen Vintage N°1 - 400 dólares



Existem cervejas de vários tipos, como a pilsen, popular no Brasil, e a lager, cuja representante mais conhecida no país é a Heineken. Já a Jacobsen Vintage n°1 é classificada como "vinho de cevada". Apenas 600 garrafas da Vintage n°1 foram produzidas. Cada uma delas foi envelhecida por seis meses em barris de carvalho na Suécia, tem uma graduação alcoólica de 10,5%.

4. Schorschbock 57 - 275 dólares



Essa cerveja, produzida na Alemanha, desbanca bebidas fortes - até mesmo as destiladas. Como seu nome sugere, a Schorschbock 57 contém 57% de álcool em sua composição e cada garrafa custa 275 dólares nos Estados Unidos. Apenas 36 garrafas foram produzidas.

5. Utopias - 150 dólares





A Utopias demora 19 anos para ficar pronta e só é vendida a cada dois anos, em exclusivos lotes de 8 mil unidades. Depois de ser produzida com lúpulo e xarope de bordo (Maple), a cerveja é envelhecida por 19 anos em barris de xerez, conhaque, bourbon e uísque. Depois de tanto tempo em barris, a Utopias fica com um toque de cada uma dessas bebidas. Cada garrafa custa 150 dólares no exterior. No Brasil, a garrafa não é vendida, mas o Bar Brejas, de Campinas (SP), vende doses de 60ml a 80 reais.


6. Space Barley - 110 dólares



Space Barley significa "cevada espacial". Por incrível que pareça, essa não é nenhuma propaganda enganosa da cervejaria japonesa Sapporo. O primeiro lote da Space Barley foi produzido a partir de sementes de cevada que passaram cinco meses na Estação Espacial Internacional, em 2006. Atualmente, a cevada utilizada na produção faz parte da quarta geração das sementes espaciais. Cada caixa com seis garrafas custa 110 dólares (18 dólares cada) no Japão.

7. Crown Ambassador Reserve - 95 dólares



A bebida é envasada na Austrália e nem parece cerveja, tanto pelo design da garrafa quanto por sua cor avermelhada. A Crown Ambassador Reserve é feita com malte cristalizado e envelhecida em barris de carvalho franceses por três meses. A Crown Company, produtora da cerveja, coloca anualmente à venda uma nova coleção da Crown Ambassador. 

8. Sink the Bismarck! - 85 dólares



A Sink the Bismarck! é uma boa opção para aqueles que acham que cerveja tem pouco álcool. Ela atinge o impressionante teor alcoólico de 41% - para isso, sua receita tem quatro vezes mais lúpulo que uma cerveja comum, o que faz com que a cerveja fique amarga, mas também é possível sentir um leve gosto de mel no final. A Sink the Bismarck! é produzida pela empresa escocesa BrewDog (a mesma das cervejas com animais). A bebida também pode ser encontrada no Brasil, mas o preço sobe a, pelo menos, 600 reais nos bares que vendem cervejas importadas.

9. Tutankhamun Ale - 75 dólares



Os egípcios teriam sido um dos primeiros povos do mundo a produzir cerveja, há mais de 3 mil anos. Em 1990, em expedição pelo país africano, um grupo de arqueólogos escoceses descobriu câmaras onde havia a produção de cerveja. Depois de pesquisar os barris utilizados e decifrar hieróglifos, os pesquisadores resgataram a receita e criaram a Tutankhamun Ale. Apenas 1000 garrafas foram produzidas - a primeira foi vendida por quase 8 mil dólares, mas, hoje, os preços caíram para apenas 75 dólares.

10. Pabst Blue Ribbon 1844 - 44 dólares



Produzida pela cervejaria norte-americana Pabst especialmente para o mercado chinês, a Blue Ribbon 1844 é feita de malte caramelizado trazido da Alemanha, o que garante um  paladar doce à bebida. A cerveja tem um volume alcoólico de 4,74% e custa 44 dólares na China.

fonte VEJA

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Site que Sugere Boicote Revela Insatisfação com Preços de São Paulo


As queixas sobre o valor da conta dos restaurantes de São Paulo não se restringem mais às conversas de mesa de bar. Acabam de ganhar tribuna on-line em tom de irritação e ironia.

Criado no último dia 8, o site BoicotaSP reúne reclamações enviadas por usuários sobre preços de estabelecimentos paulistanos. Em uma semana, o BoicotaSP recebeu mais de 200 reclamações, das quais 73% referiam-se a itens de restaurantes, bares e padarias.

São lugares que "cobram demais e entregam de menos", anuncia a página, que obteve sucesso rapidamente.

Um dos alvos foi o milk-shake com sorvete Häagen-Dazs, uísque Jack Daniel's e cerveja Guinness da hamburgueria Meats, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Custa R$ 40. Vale? O consumidor decide...

Sim, para o chef e proprietário do Meats, Paulo Yoller. "São ingredientes importados, que aqui custam caro. Quis trazer uma coisa diferente para São Paulo e estou sendo massacrado por isso."

Depois da primeira queixa, o site recebeu outras 25 críticas ao Meats. Por outro lado, 21 internautas saíram em defesa da hamburgueria.

O BoicotaSP foi a fonte de inspiração para o site SP Honesta, lançado apenas dois dias depois do primeiro.

Enquanto o BoicotaSP aponta locais onde a relação custo-benefício deixa a desejar, o SP Honesta muda um pouco o foco, serve mais como um site que incentiva e mostra locais onde se come bem gastando pouco. Eles têm funções opostas, mas com um tema comum.

Esses novos sites embarcam em uma insatisfação amparada pelos números. Nos últimos 12 meses, a inflação acumulada no Brasil, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), atingiu 6,6%.

Já comer fora de casa no país, no mesmo período, ficou 10,3% mais caro. Agora, se o universo for a Grande São Paulo, a conta sai ainda mais salgada -a alta foi de 12,3%.

Os preços subiram em virtude dos custos de manutenção, dizem os empresários do setor. Gastos com matéria-prima, impostos e aluguel são os que mais pesam, afirmam.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Alex Atala Lança Instituto para Valorização dos Ingredientes Brasileiros



No começo desta semana, o chef Alex Atala participou do lançamento oficial do Instituto Atá. A organização reúne um grupo de outros nove profissionais, de diferentes expertises, para trabalharem em conjunto em projetos para a valorização de ingredientes brasileiros.  Atala explica em sua carta de fundação que resolveu criar um instituto para estruturar as cadeias e ir em busca de ingredientes de uma cozinha, que não fosse somente boa de comer, mas fosse saudável para quem faz, para quem come e para quem produz.

Os outros integrantes do insituto são o antropólogo, Beto Ricardo, o engenheiro de produção especializado em alimentos, Georges Schnyder, o jornalista Ilan Kow, o empresário Maurício Amaro, o publicitário Rafael Matesso, o empresário Ricardo Guimarães, o jornalista, Roberto Smeraldi, o designer, Rubens Kato, e o fotógrafo Sergio Coimbra. A ideia da organização é trabalhar na valorização dos produtores, na pesquisa de novos ingredientes e na regulamentação de alguns já usados informalmente e, até mesmo, incentivar a comercialização desses artigos.​

Entre os primeiros projetos encabeçados pelo instituto estão:

- Retratos do Gosto, que preza o investimento em pesquisa e estruturação da área de produção, do ingrediente e do produtor; 

- Servir insetos, que incentiva o uso de insetos, como uma variedade de formiga saúva amazônica, como ingrediente; 

- Pimenta Baniwa Jiquitaia, que procura introduzir esse ingrediente, produzido pelas mulheres baniwa, no mercado; 

- Carne Sustentável, que trabalha na ideia de uma produção de carne amiga do meio ambiente; 

- Baunilha do Cerrado, que visa a regularização da produção da baunilha no cerrado; 

- Mel das Abelhas Nativas, que busca a regulamentação do comércio desse ingrediente. 

Outras questões que serão trabalhadas pelo instituto são as utilizações do mar, a piscicultura, a valorização da mandioca, a busca de novos ingredientes, o comércio de carnes silvestres e a oleodiversidade brasileira. 

fonte TERRA 

terça-feira, 16 de abril de 2013

Alain Ducasse Recebe Prêmio por Sua Obra



O chef francês, Alain Ducasse, 56, foi homenageado com um prêmio pelo conjunto de sua obra. A distinção foi conferida pela revista inglesa "Restaurant", que também promove o concurso dos 50 melhores restaurantes do mundo.

Em comunicado, a organização do prémio afirma que Ducasse “ultrapassou as fronteiras da excelência" na cozinha, ao longo da sua carreira de 30 anos. A distinção reconhece o trabalho de Ducasse em prol da “cozinha francesa inovadora, mas também a indiscutível influência sobre a geração actual de chefs e especialistas” em todo o mundo, acrescenta.


O chef conquistou três estrelas Michelin aos 33 anos de idade, no restaurante Le Louis XV, no Hôtel de Paris (Mónaco), tendo-se tornado o primeiro a receber três estrelas do guia em três cidades distintas. Os seus restaurantes já conseguiram 14 entradas na lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, “mais do que qualquer outro chef”.


O "Lifetime Achievement Award" é um reconhecimento por "sua cozinha francesa inovadora e também por sua influência indiscutível sobre a geração atual de chefs", segundo o anúncio oficial. Ducasse sucede o americano Thomas Keller (dos restaurantes The French Laundry e Per Se).

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bolo de Manjericão com Chocolate

Receita do canal ChefTV de Bolo de Majericão com pedaços de Chocolate e Chantilly de Baunilha e Aceto Balsâmico.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Nigella Lawson Virá ao Brasil



A chef e apresentadora de TV inglesa Nigella Lawson virá ao Brasil em maio para eventos de lançamento de livro.

Durante sua passagem pelo país, a musa do "food porn" (movimento de fetichização da comida) fará participações na TV. Em seus programas, Nigella dá diversos truques de culinária e combina receitas caseiras com um jeito carismático e sensual.

Nigella deve participar do programa "Saia Justa", no GNT, canal que exibe seus programas no Brasil, e deve ir ao programa de Ana Maria Braga na TV Globo.

terça-feira, 9 de abril de 2013

200 Calorias em Diferentes Alimentos

Essa postagem mostra uma série de fotos que mostram como são 200 calorias em diferentes alimentos.

Cenouras Baby - 570g


Maçã - 385g


Batata Frita - 73g


Coca Cola - 496ml


Bacon - 34g



Uvas - 290g



Kisses Hersheys - 36g



Salsicha - 66g



Ovos - 150g



Kiwi - 328g



Snickers - 41g



Brócolis - 588g



Manteiga - 28g



Óleo Vegetal - 23g



Pasta - 145g



fonte BOREPANDA

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Curitiba Restaurant Week - Sétima Edição


Foi dada a largada para o 7° Curitiba Restaurant Week. Do dia 7 a 21 de abril, 57 restaurantes da cidade estarão com menus e preços fixos para o evento.

Os estabelecimentos oferecem menus completos (entrada, prato principal e sobremesa) por R$ 31,90 no almoço e R$ 43,90 no jantar + R$ 1,00 que será doado ao Instituto Ayrton Senna.



Para que todos tenham um bom evento, sem surpresas desagradáveis, sigam algumas dicas que damos à vocês:

- Busquem o máximo de informações possíveis sobre o lugar a ser visitado. Use e abuse da internet e das redes sociais para verificar os relatos disponíveis.

- Tente fazer reserva com antecedência e respeite o horário, afinal o movimento aumenta e a chance de você perder sua reserva por conta de atrasos existe. Saia mais cedo de casa para garantir e, se tiver que esperar um pouco para conseguir sua mesa, espere com calma.

- Fique atento a possíveis restrições alimentares, pois os pratos do evento já estarão praticamente prontos e dificilmente aceitarão alguma mudança.

- Às vezes a comida acaba. Claro que isso não é esperado, mas restaurantes que estão começando a participar do evento ainda têm dificuldade para atender todo mundo. Caso aconteça, mantenha a calma e tente trocar por algo do cardápio.

- Aos proprietários dos restaurantes, fiquem atentos à qualidade de sua comida e de seu atendimento. Devido ao grande movimento, alguns garçons tentam "agilizar" o serviço, fazendo com que caia a qualidade no atendimento. Apesar de conseguir atender mais gente, isso pode acabar gerando algum problema, transformando o mal serviço em publicidade negativa. Cliente insatisfeito não volta mais. Um problema que acontece somente em um dia, afasta os clientes por uma vida toda.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Alta no Preço dos Tomates Vira Piada

Bom, como alguns já sabem, preço do tomate teve uma alta expressiva, em comparação com outros alimentos. Os preços estão em torno de R$ 9,00/kg. Um absurdo...

Assim como tudo na vida, cade notícia vira piada. Dessa vez nem o tomate escapou:









Gastronomix 2013



O Gastronomix é a quermesse da alta gastronomia. É a cozinha e a copa do Festival de Curitiba, um evento que explora sabores e desperta os sentidos do público. Com curadoria do chef Celso Freire, o evento chega à quinta edição com sua receita clássica: barraquinhas montadas ao ar livre, clima casual e um vasto cardápio de chefs brasileiros renomados, que preparam delícias na hora, a preços bem convidativos. Pratos a R$10,00.

O Gastronomix segue os princípios do movimento Gastronomia Responsável, da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Além disto, este ano, R$1 de cada ingresso vendido será doado para a Santa Casa de Misericórdia.

Não perca essa oportunidade única de sabores. Dias 6 e 7 de abril, no Museu Oscar Niemeyer, venha provar as delícias dos grandes chefs brasileiros.

Chefs participantes:


ZEA MAIS
CELSO FREIRE - Curador e anfitrião do Gastronomix

HAJIME KASUGA
H (ache) 
LIMA – PERU

Sakana on the rocks - Tipicamente peruano, é uma espécie de ceviche “quente” ou “suado”.

DANI PROSDOCIMO CALDEIRA
LA TABLE GASTRONOMIE 
CURITIBA - PR

Siri crocante- Siri com farofa crocante de banana

ERICK JACQUIN
BRASSERIE ERICK JACQUIN
SÃO PAULO - SP

Cassoulet de Salmão crú marinado

MANU BUFFARA
RESTAURANTE MANU 
CURITIBA - PR

Bijú de mandioca com porco de leite da Região de Castro.

Sanduiche de porco com raiz forte, queijo colonial e tomates verdes

ZÉ MARIA
ZÉ MARIA RESTAURANTE 
FERNANDO DE NORONHA

EDUARDO SPERANDIO
ERNETO RISTORANTE 
CURITIBA -PR

FABIANO MARCOLINI
MARCOLINI ALIMENTARI 
CURITIBA - PR

Focaccia com caponata Marcolini

Pão no Vaso com calabresa e cebola

FRED TRINDADE
RESTAURANTE TRINDADE
BELO HORIZONTE – MG

Copa Lombo com araticum e angú de Moeda.

ANDRÉ GENEROSO
DIVINA GULA 
MACEIÓ-AL

Tropeiro da Serra do Mar - Feijão manteiga refogado com temperos caseiros, enriquecido com lingüiça caseira, anéis de lula e camarão. Acompanhado com farofa de pão e alho e couve crispi.

GIULIANO HAHN e ADRIANA DE NADAI
VINDOURO VINHOS E BISTRÔ 
CURITIBA - PR

Crostini de Sardinha do litoral

FABIO MATTOS
POCO TAPAS 
JOINVILLE - SC

Pipoca “Bafo do Dragão"

Pudim Jackie Daniels

DÉLIO CANABRAVA E RENATA FERIAN
CONFEITARIA BANOFFI
CURITIBA-PR

Pavê de figo ao creme Zabaione

MARILIA CULPI
AZUKI

CURITIBA-PR


Aburi Salmon - Arroz com filé de salmão queimado no maçarico, finalizado com toque de maionese e molho de pimenta shihashi, cebolinha e gergelim.

POLYANA RODRIGUES

Mil folhas de chocolate Belga com recheio de limão siciliano.

DIA 6

- 11h Abertura 
- 11h30 Aula-show - chef Celso Freire - Movimento Gastronomia Responsável 
- 12h Música Instrumental - Menu Musical - Rádio Lumen 
- 12h30 Palestra e degustação de cervejas 
- 13h30 Aula-show - chef Hajime Kasuga - Peru
 - 14h30 Aula-show Grué Chocolateria 
- 14h45 Banda Klezmorin

DIA 7

- 11h Abertura 
- 11h30 Aula-show - chef Marcelo Amaral - Movimento Gastronomia Responsável 
- 12h Música Instrumental - Menu Musical - Rádio Lumen 
- 12h30 Palestra e degustação de cerveja 
- 13h30 Aula-show- chef Erick Jaquin - Peru 
- 14h30 Aula-show Grué Chocolateria 
- 14h45 Banda Gente Boa da Melhor Qualidade


INGRESSOS LIMITADOS. Compre seu ingresso antecipadamente e garanta seu lugar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...