quarta-feira, 16 de abril de 2014

Peixe Panga Faz Mal, Verdade ou Mentira?


Quem me conhece sabe que sou chef de cozinha e fui proprietário de restaurante há alguns anos atrás. Nesse tempo, virei um fâ do peixe Panga. Sua carne é macia, saborosa e é um peixe muito fácil de se trabalhar. Sem contar o preço, que é sempre muito baixo, sendo sempre um dos peixes mais baratos à disposição. Só reclamo do Panga quando o vejo sendo vendido como linguado em alguns restaurantes.

De textura inconfundível, o segredo do Panga é tirar aquela gordura. Se isso não for feito, ele se transforma em uma carne forte e pesada, que não lembra em nada sua leveza e maciez.

Por todos esses motivos, chegou a vez de defender o bichinho daquele eterno email que todos recebem falando muito mal desse belo peixe.

Texto alarmista

Foi 2009, que esse texto super alarmista começou a circular pela internet. O autor, muito preocupado com nossa saúde, pedia para que todos avisássemos o maior número de pessoas para não comer esse peixe, pois sua carne estaria contaminada com altos índices de venenos e bactérias.

Verdadeiro ou Falso?

Analisando o e-mail – que sofreu várias alterações com o passar do tempo – podemos verificar que ele possui vários indícios que caracterizam uma boa farsa da web:

-Cita nomes de entidades para dar mais crédito à notícia;
-É impreciso e contraditório em vários pontos;
-Apela para o lado emocional do leitor;
-Usa em certos trechos letras maiúsculas para chamar a atenção do leitor;
-Não cita as fontes de onde a tal noticia foi retirada;
-Não é datado;
-Trata de um assunto que interessa a muitos leitores: a saúde;
-Pede para ser repassado para o maior numero de pessoas possível;
-Logo no primeiro parágrafo, o texto afirma:
“REPASSANDO COM URGÊNCIA – FATO COMPROVADO – REPASSEM PARA TODOS OS SEUS CONTATOS…”

Já começa bem! Repasse para todos os seus contatos um fato comprovado. Comprovado por quem?

Mais abaixo, o texto cita a ASAE (Sociedade Americana de Engenheiros Agrônomos), mas não mostra nenhum link ou recorte de jornal para comprovar que a tal Sociedade tenha publicado tal notícia.

O autor (ou quem acrescentou o texto na mensagem original) ainda mistura o perigo do consumo do peixe Panga (Pangasius hypophthalmus) a uma contaminação que teria ocorrido na época em que o presidente do Brasil era o Sarney. Trecho igualmente sem datas ou fatos concretos que atestem a veracidade da informação.

Quem escreveu o texto afirmou que um dia estava comendo em um restaurante self-service quando teve a curiosidade de examinar um dos filés de peixe. Na verdade, o autor afirma que levou o peixe para análise, mas não apresenta nenhuma prova ou o resultado dessa análise. Será que teria levado a um laboratório? Será que a análise foi feita ali mesmo, no restaurante?

O texto prossegue e afirma que dentro das postas do peixe servido havia filamentos e esses filamentos eram vermes de dois centímetros. Será mesmo?

E ainda: Ao analisar o peixe, o autor concluiu que a amostra era “de água doce, proveniente de rios extremamente poluídos de excrementos, dejetos e toda sorte de poluição biológica, física e química devido, entre fatores diversos, à maciça ocupação de barcos que servem de vias e moradias que constituem aglomerados populacionais de pessoas carentes de serviços sanitários e salutares”! Que análise, hein?

Uma dúvida: Será que essa análise feita em apenas um filé vale para todos os peixes Panga?

Mais adiante, o e-mail afirma que:

“Os Pangas estão infestados com elevados níveis de venenos e bactérias. (arsênio dos efluentes industriais e tóxicos e perigosos subprodutos do crescente setor industrial, metais pesados, bifenilos policlorados (PCB), o DDT e seus (DDTs), clorato, compostos relacionados (CHLs), hexaclorocicloexano isómeros (HCHs), e hexaclorobenzeno (HCB)).”

Um parágrafo com tantos nomes complicados e com muitas siglas. Com tantas informações assim dá até preguiça de verificar se o parágrafo é real! É mais fácil repassar o texto. Mas será que tudo isso é verdade?

De acordo com uma análise feita em novembro de 2009 pela DECO Proteste (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor) – onde foram testadas 5 marcas de filé de Panga congelado – foi encontrada uma bactéria chamada Listeria monocytogenes, porém em uma quantidades tão insignificantes que não chegam a ameaçar a saúde de ninguém!

Além disso, a DECO também não encontrou metais pesados e tampouco resíduos de medicamentos anti-infecciosos.

Também é bom ressaltar que, conforme observado pelo site Agrolink, “O Panga é cultivado há mais de mil anos no Rio Mekong, no Vietnã, um dos maiores rios do mundo, localizado no sudeste asiático. Há muitos anos, é exportado para mais de 240 nações, entre elas os Estados Unidos, todos os países da Comunidade Européia, Japão, Rússia, Austrália, entre outros. Só este fato bastaria para atestar sua qualidade e segurança para o consumidor. Ainda assim, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) do Brasil realizou uma série de análises nesta espécie, com o objetivo de confirmar a alta qualidade do produto, que foi aprovado sem restrições.”.

Notícias sobre intoxicação

Pesquisando por noticias sobre o peixe Panga nas versões online dos jornais A Folha de São Paulo e do Estadão não encontramos nada sobre casos de intoxicações ou envenenamento relacionados ao consumo do dito peixe. Será que a mídia estaria escondendo o fato? A troco de quê? 

O e-mail ainda afirma no próximo parágrafo que não há nada de natural nos Pangas! Sinceramente, não dá para entender o que querem dizer com isso. Não é natural um peixe que come restos de peixes mortos?

O autor do texto também compara o Panga às vacas loucas que, segundo ele, seriam vacas que se alimentavam de vacas. Segundo o Como as Coisas Funcionam, acredita-se que nos anos 1990 a doença que atacou as vacas teria sido causada pelo consumo de ração contaminada. Como boa parte da ração britânica era composta por ossos de carneiros (e a doença surgiu primeiro nesses bichos), deduziu-se que a doença teria se propagado dessa forma. Em carneiros. Não em vacas!

A seguir, o texto alerta:

“Basicamente, são peixes com hormônios injetáveis (produzidos por uma empresa farmacêutica na China) para acelerar o processo de crescimento e reprodução. Isso não pode ser bom.”

Apesar do e-mail não dizer o nome da empresa farmacêutica chinesa, e importante avisar que o tratamento de peixes com o uso de hormônios não é exclusividade do Panga. Outros peixes também recebem essa “ajudinha” de seus criadores com hormônios naturais e/ou sintéticos. Será que esses hormônios fazem mal apenas ao Panga? A solução seria banir todos os peixes das refeições?

No trecho abaixo, o autor do texto alarmista conta que:

“Ao comprar Pangas estamos colaborando com empresas gigantes sem escrúpulos e gananciosas que não se preocupam com a saúde e o bem-estar dos seres humanos.”

O parágrafo acima talvez sintetize uma insatisfação de muitos produtores nacionais que estariam tentando boicotar a

importação do peixe vietnamita. Um exemplo disso é a notícia publicada no JusBrasil mostrando que a importação do peixe Panga teria sido suspensa em 2010 em Santa Catarina (e no resto do Brasil). O motivo: O preço do peixe importado estava abaixo do valor do peixe produzido aqui no nosso país. O mesmo motivo também é apontado por Jomar Carvalho Filho em seu artigo sobre a concorrência desleal que o importado teria sobre os nacionais.

Essa briga com os importados também ocorre em outros países: A agência de notícias BBC conta que nos Estados Unidos as autoridades do comércio decidiram impor tarifas extras sobre importações de produtos vindos de 2 países da Ásia.

Origem

Ao que tudo indica, o texto foi escrito em um blog de uma moça chamada “Pris” em junho de 2008. O texto não está mais online. Pris, conforme ela mesma afirma em sue blog, está (ou estava) morando no Vietnã e escreveu esse texto baseando-se em um documentário em francês e também nesse texto sobre o Panga. Alguém, em algum momento, traduziu o tal artigo e espalhou em português.

Conclusão:

Até onde se sabe o peixe Panga não é venenoso e não faz mal para quem o consome. Todavia, assim como todos os alimentos, é preciso que se tenha higiene ao prepará-lo. Verifique também a procedência de tudo que vai comer.

fonte E-FARSAS

35 comentários:

  1. você (ou o e-farsas) tbm não cita nenhum link comprovando as contrariedades. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana, o ônus da prova cabe ao acusador, no caso, quem publicou e repassa o hoax desse peixe.

      Excluir
    2. Juliana quando eu ia escrever meu comentario observei que vc inteligentemente já tinha postado a mesma observação que eu tinha feito, ou seja, ele tambem não mostra comprovação nenhuma do que fala, fica o dito pelo não dito

      Excluir
  2. O mais engraçado foi q, hoje mesmo, antes de ler qualquer lenda urbana e esbarrar nessa palhaçada defendendo o barato que sai caro para sua clientela, encontrei um VERME de cerca de 5 cm no segundo corte do filé frito que estava comendo. Era um hoax o aquilo que puxei do meu filé? É uma farsa aquele verme que está guardado no álcool, em cima da minha geladeira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você tirou uma foto? hoje até celular que vem em doce tem câmera, se você viu um verme desse tamanho em sua comida e não tirou foto você é um mané.

      Excluir
    2. Coloca fotos provas q ai te respondemos se e verdade a lava q esta ai em cima da sua geladeira fala ate papagaio fala

      Excluir
    3. não entendi o que tem a ver o tal verme.. se come em um restaurante de péssima categoria encontrará vermes em qualquer carne podre que seja. Deveria era procurar um lugar decente para se alimentar.

      Excluir
    4. um verme de 5 cm. amigo vc esta rico, esse é um especie unico nunca encontrado na historia da humanidade, não foi uma ameba que caiu do seu cerebro não?

      Excluir
    5. acabei de comer um file de panga grelhado, muiiiiito bom.

      Excluir
  3. Eu comprei o filé de peixe Panga e qdo eu falei falaram essas coisas de que faz mal, mas vim atrás de saber para poder comer sem medo e vejo que é como eu disse boato falso, como muita coisa que é divulgada aqui na net.obrigada pela matéria e agora vou coner sossegada pois ele é uma delicia mesmo!!

    ResponderExcluir
  4. Você deveria dar um passeio pelo Vietnã e dar uma olhada nas condições sanitárias e nos rios daquele país. Quem já foi não come este peixe de jeito nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você devia dar um passeio pelo Vietnã e dar uma olhada em como o rio Mekong e outros tem paisagens lindas, no meio de campos, montanhas e florestas. Você provavelmente está confundindo aqueles mercados flutuantes que viu na TV com as fazendas de peixe que você não viu.

      Excluir
    2. É a mesma coisa do estrangeiro vir aqui no Brasil, e citar o rio Tietê e as condições sanitárias de alguns locais como exemplo do que é o Brasil.
      Praticamente qualquer País do mundo vai ter condições boas e ruins. Não dá é para generalizar.

      Excluir
    3. É a mesma coisa do estrangeiro vir aqui no Brasil, e citar o rio Tietê e as condições sanitárias de alguns locais como exemplo do que é o Brasil.
      Praticamente qualquer País do mundo vai ter condições boas e ruins. Não dá é para generalizar.

      Excluir
  5. Falso?
    Tem vídeo mostrando o quanto limpo essa "maravilha" é...
    https://www.youtube.com/watch?v=daCAwhhHbHQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vídeo tem o mesmo teor do texto e também não traz referências (nem geográficas).

      Excluir
  6. Vou enviar a amostra de peixe para você que minha sobrinha comprou e encontrou vermes na carne é um absurdo mas está no freezer, hoje dia 20/08/2014, comprarmos peixe sem procedência e sem fiscalização. Nunca mais compro peixe congelado, e nem como em restaurantes tenho certeza que é peixe importado. E agora tneho mais certeza ainda da veracidade desse post.

    ResponderExcluir
  7. Pessoal, independente dos fatos, temos que verificar a procedência dos produtos que consumimos. Existem pangas de má qualidade e de excelente qualidade, assim como carnes bovina e suína, doces, bebidas, chocolate, frutas, etc.

    Como experiência própria, já trabalhei muito com o Panga. Em restaurantes, já utilizei mais de 200kg do peixe e nunca encontrei problema algum. Sempre usei de origem tailandesa.

    Vermes não são bactérias, são animais e morrem pela ação do congelamento. Somente alguns ovos de vermes podem resistir a esse processo. Esse ovos morrem em qualquer processo de cocção.

    O Panga, assim como qualquer outra carne congelada, só deve ser descongelada no ato do consumo. Então, peixe ou carnes que desenvolvem vermes foram tratadas de forma inadequada. As temperaturas e tempo de manipulação não foram corretas, podem ter certeza disso. Ou sofreram a contaminação após o descongelamento, o que é muito mais comum do que pensamos, infelizmente.

    Mas, gostaria de salientar, meu trabalho não é defender o peixe. Somente expus o fato citado. Simplesmente sou contra o preconceito sem informação. Lembrem-se que, há pouco tempo, todos os salmões chilenos (salmão que consumimos) passaram a ser congelados para evitar a contaminação por um verme.

    Congelamento MATA vermes!

    Obrigado por participarem e expor suas opiniões.

    ResponderExcluir
  8. eu trabalho em um restaurante que tem o peixe e nunca passei mal por causa disso então acho que é mentira , mas vale afirmar que as vezes a manipulação do peixe em cozinhas de restaurantes nem sempre são as mesma , não são todos os lugares que se tem higiene então n coma em qualquer lugar e fiquem de olho em outros alimentos por que não é só no peixe que mora o perigo valeu galera .

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua matéria, extremamente convincente. Comi este peixe pea primeira vez num restaurante no Jardim Botânico e adorei. Vou continuar comendo, inclusive porque sei que o ambiente é confiável.
    Abs,
    VALNEI FARIAS.

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente comi desse peixe e passei muito mal.

    ResponderExcluir
  11. Tenho comido o peixe panga no Restaurante Grelhados & Cia em Osório e considero ser um dos mais saborosos que já comi. Nunca me fez mal.

    ResponderExcluir
  12. Balela. Essas publicações nos emails que ninguém sabe de onde veio. Uma pessoa estudada e inteligente sabe que todo artigo ou publicações tem que ter referências. Sempre comi esse peixe que eu mesmo preparo e nunca tive problemas. Quem teve o azar de passar mau,pode ter certeza que comeu peixe mau preparado,velho ou estragado. E parabéns pela publicação desse post.
    Anderson Souza

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre comia panga por ser um peixe mais barato e suas postas são bem grossas, ao contrário da merluza (o segundo mais barato) cujos filés e postas são muito finas. Mesmo antes de sair na mídia sobre o panga ter vermes eu, depois de muito comer e nunca achar nada demais, encontrei um verme pequeno, de uns 3cm de comprimento, quando estava comendo o peixe. Sempre cozinho no vapor e, quando como peixe, sempre uso faca pra peixe e por isso, talvez, o verme não tenha sido "cortado" e passado despercebido (ainda BEM). Depois desse dia nunca mais comprei postas ou filés de panga congelado. E, alguns meses depois, vi a notícia na TV sobre os vermes...

    ResponderExcluir
  14. Comprei, preparei e o degustei. Muito bom, vou contar uma história, a um tempo atrás foi comentado que o número escrito no fundo da embalagem do leite longa vida significava o quanto que o leite foi reaproveitado, esta informação surgiu quando o valor do leite de caixinha estava chegando próximo ao conhecido como "barriga mole, leite de saquinho". A verdade é que o número no fundo da embalagem significa qual é a faixa da bobina que produziu o leite, durante a produção da bobina se produz um laminado Largo e no final se corta este laminado produzindo 5 bobinas e a numeração é utilizado para fins de qualidade da bobina podendo rastrear algum defeito em qual faixa e se estendeu para as outras faixas. Vale ressaltar que todos os produtos sejam alimentos, vestiários, remédio, máquina, equipamentos, etc. Temos como obrigação saber de sua origem, seu processo de fabricação, transporte e estocagem, assim estaremos resguardados de qualquer transtorno futuros. Abraços

    ResponderExcluir
  15. Acredito que se deva observar realmente a procedência da compra. Tenho aqui comigo o filé de paga da marca Vital mar, encontrei no verso do pacote um selo de reinserção de Registro do Ministério da Agricultura (SIF/DIPOA sob N. 0037/327). Será que o Ministério da Agricultura está realmente permitindo a entrada de alimentos contaminados no Brasil????? Não acredito! Acredito mais na versão de que é uma guerra mercadológica, uma vez que chega com preços competitivos ao nosso país.

    ResponderExcluir
  16. Mais uma matéria sobre o panga, o Globo também tentando desmistificar essa lenda.
    http://m.oglobo.globo.com/cultura/um-peixe-chamado-panga-6792365

    ResponderExcluir
  17. Realmente foi viral o texto alarmante, é bom ver que há matérias mostrando o contrário. Mesmo assim vale a pesquisa para saber a verdade sobre o panga.

    ResponderExcluir
  18. Essa história do Panga ter vermes é uma farsa, esse peixe é exportado do Vietnã para vários países há muitos anos, como Estados Unidos que tem um grau de exigência bem elevado. Na realidade essa falsa notícia surgiu pelo desespero dos psicultores, vendo um peixe importado chegando no Brasil por apenas R$ 3,00 reais enquando a Tilápia chega a R$ 5,50.

    ResponderExcluir
  19. O peixe panga é importado por mais de 240 países. Entre eles os Estados Unidos que têm um rigoroso controle de procedência de alimentos pela FDA. Não precisa ter muita inteligência para saber que inventou essa história sobre o peixe panga! As industrias e criadores de peixe e pesca do Brasil que se viram ameaçados pela entrada do panga no mercado brasileiro com um preço muito mais atrativo e competitivo, fazendo com que perdessem mercado e muito dinheiro!

    ResponderExcluir
  20. Adoro Panga... moro numa região onde não tem peixe barato e essa na maioria das vezes é minha escolha na hora de levar pescado.

    ResponderExcluir
  21. Hoje mesmo comprei um pacote de vermes e vieram juntos uns filés de PANGA. .....kkkkkkk. .....cabra come até cocô se for para aparecer na globo e depois faz cada crítica infundada. ...

    ResponderExcluir
  22. ...se querem realmente ficar mais informados, pff assistam ao seguinte documentário:
    http://tugalandia.net/alimento-toxico-do-mundo-quase-nos-consumimos-chocante-esta-realidade/

    ResponderExcluir
  23. Comi pela primeira vez o panga eu e minha família não sentimos nada. Comprei em uma grande rede de supermercados. Acho que é improcedente esta afirmação que ele tem vermes. Descongelei e lavei minuciosamente.É um peixe sem cheiro e saboroso.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário. Participe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...